Caminhos dos Cânions: um novo roteiro para atrair turistas

Publicado em 19/11/2020 às 13:56 - Atualizado em 19/11/2020 às 14:03

Uma nova região turística está nascendo em Santa Catarina. Quinze municípios do Estado estão inseridos na Instância de Governança Regional (IGR) Caminhos Cânions do Sul. “É mais uma demonstração que Santa Catarina não é só praia” afirma Helen Becker, coordenadora de Turismo e Cultura da Associação dos Municípios do Extremo do Sul (AMESC) que foi entrevistada pelos jornalistas das Abrajet’s (Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo) do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Segundo Helen, a região é historicamente um local de passagem. “Tropeiros passavam por aqui para ligar o Rio Grande do Sul a São Paulo e era assim em tempos recentes, quando gaúchos usaram a região para ir às praias”. A coordenadora lembra também dos movimentos sazonais com, principalmente, argentinos que nas décadas de 1980/90 invadiram Santa Catarina para visitar Florianópolis, a Costa Verde Mar e Garopaba.

É esta história que Maracajá, Morro Grande, Meleiro, Turvo, Timbé do Sul, Jacinto Machado, Araranguá, Ermo, Sombrio, Santa Rosa do Sul, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, São João do Sul, Praia Grande e Passo de Torres querem mudar e tornarem-se opções de passeios para gaúchos, paranaenses e outros brasileiros.

 

Passeios

A partir de um projeto turístico trabalhado pela Universidade Federal de Santa Catarina esses municípios que faziam parte da região turística Encantos do Sul com 32 municípios, “encontraram – fala Helen – suas vocações com características diferenciadas e estão se estruturando para poder oferecer a quem nos visitar conforto em hospedagem, gastronomia local e atrações de passeios e criamos o Caminhos Cânions do Sul”.

As iniciativas na IGR estão, além da vontade e interesses dos gestores públicos, com um grupo de empresários e colegiados de turismo e “estamos fazendo algo fundamental – destaca Helen – que é nos aproximarmos das autoridades do Estado, capacitando o pessoal ligado ao turismo e colocando nossos serviços no Cadastur do Ministério do Turismo”. Quem quiser conhecer a região pode encontrar pacotes de dois a sete dias. “Aqui, se o turista quiser temos praia mas também podemos oferecer cicloturismo, aventura, ecoturismo, rapel, mais de 150 trilhas, turismo de contemplação de pássaros, passeios de balão (https://balonismonoscanionsbrasil.com/ e https://agencia.aparadosturismo.com/balonismo-nos-canyons/) e nossos cânions e as mais de sessenta cachoeiras”, lista a coordenadora.

A região já é conhecida, há algum tempo, de turistas europeus. Dois dos hotéis de luxo da IGR estão em Praia Grande, o Morada dos Canyons e o Pedra Afiada Refúgio Ecológico. Diz Helen: “São hotéis que estão acostumados a receber estrangeiros”.

 

Paleotocas

Para quem se interessa pela história, vai encontrar no Caminhos dos Cânions paleotocas que são, segundo a Wikipédia, “abrigo (túnel, toca, covil e similares) subterrâneo escavado por mamíferos da megafauna, ou animais gigantes (paleo-vertebrados), extintos e que viveram na era pré-histórica”. Elas são encontradas em Rondônia, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Em Morro Grande são feitos passeios, com guias, para conhecer esses locais pré-históricos.

 

E a região está para receber um grande aporte de investimento. Um grupo árabe vem visitando São João do Sul para implantar um projeto de parque temático e aquático no município que, viabilizado, pode tornar São João do Sul numa “nova Piratuba”.

 

Trilha em Morro Grande

E, com cinco municípios do IGR e mais dois do Rio Grande do Sul (Mampituba e Torres) estão integrados no Geoparque Caminhos Cânions do Sul, uma área de 2.830 km² onde se pode, entre outras atividades, fazer caminhadas na natureza, canionismo, rapel, escalada, banhos em quedas d’águas e piscinas naturais e voo livre.

Helen Becker afirma que as inúmeras atrações do IGR Caminhos Cânions do Sul estão estruturando. “Todos estão recebendo os turistas com receptividade e alegria para que nossas cidades, com sua pluralidade cultural, tornem o passeio cheio de oportunidades para boas lembranças”.

 

Texto: Jean Luiz Féder – Editor da Now Boarding, jornalista associado da ABRAJET PR


Galeria Multimídia

{{grupo.nome}}
  • {{grupo.items.length - 12}}
    {{item.codGaleriaMultimidiaItem}}
Fechar